Segunda-feira, 14 de Março de 2011

Benfica vs PSG e Benfica vs Portimonense

 

A semana passada o Benfica jogou a primeira mão da eliminatória da Liga Europa recebendo o Paris Saint-German na Luz.

Ao contrário do que tenho lido, o Benfica até entrou bem no jogo, tendo criado de imediato uma oportunidade de golo logo aos 2 minutos de jogo.

O problema veio depois, pois a equipa desconcentrou-se e deixou de conseguir jogar como equipa, principalmente o meio campo, embora tal facto tambem se deveu ao reforço do PSG no seu meio campo com jogadores muito voluntariosos e com grande entrega, facto esse que viriam a pagar na 2ª parte.

O PSG fez o seu golo sensivelmente a meio da 1ª parte, e a partir daí deu-se então a retoma do controlo do jogo por parte da equipa do Benfica sem que no entanto o PSG fizesse passar uns calafrios aos adeptos do Benfica com contra-ataques venenosos, chegando ainda a enviar uma bola ao poste da baliza de Roberto.

Era urgente que o Benfica marcasse um golo antes do intervalo, e Maxi responde afirmativamente a essa necessidade da equipa dando azo à continuação da sua senda de golos espectaculares de pé esquerdo nas competições europeias ao serviço do Benfica, sendo ainda de salientar que Maxi foi o melhor elemento da equipa do Benfica ao longo de toda a partida, quer a defender quer a atacar, mostrando uma disponibilidade e entrega dignas de realce facto esse que não é estranho a quem acompanha a carreira de Maxi no Glorioso.

A 2ª parte foi bastante diferente da 1ª, com o Benfica a jogar mais como equipa, com a percentagem de passes acertados a subir, e com o passar do tempo o cansaço a cobrar a grande entrega dos jogadores do meio campo do PSG na 1ª parte. As ocasiões de golo foram surgindo e com isso a confiança foi aumentando nos jogadores do Benfica, e nem o facto de o árbitro nem os seus 5 auxiliares terem sido os únicos a não ver uma grande penalidade cometida sobre Saviola serviu para esmorecer ou desconcentrar a equipa encarnada.

O 2º golo do Benfica acaba por surgir com naturalidade, embora nos pareça que se Jara não tem escorregado no momento do remate a bola não teria entrado na baliza do PSG. Mais uma reviravolta na Luz, a penalizar a desconcentração mostrada pela nossa equipa em períodos da 1ª parte que teve de se aplicar e muito durante o resto do encontro para conseguir atingir a vantagem na eliminatória, embora essa vantagem seja magra perspectivando-se desde já uma deslocação dificil a Paris, onde esperemos que os imensos adeptos Benfiquistas estejam presentes para apoiar e incentivar a equipa a passar esta eliminatória.

 

Ontem foi dia de mais uma jornada da Liga Portuguesa, tendo o Benfica recebido o Portimonense que se encontra em último lugar da tabela classificativa.

Temos de confessar que a nível pessoal existe um carinho especial por Portimão e pelo próprio Portimonense que vemos com agrado de volta ao escalão principal do futebol português, embora não nos agrade minimamente a estratégia seguida pela actual direcção do clube ao submeter-se ás regras do clube corrupto assumidos condenado tornando-se em mais uma equipa satélite destes, pois começando no banco e acabando nos jogadores, não existe lugar para qualquer dúvida. E isso paga-se, pois parece-nos desde já inevitável o regresso ao escalão secundário desta equipa.

Jesus decidiu poupar a maioria dos habituais titulares, embora 3 destes estivessem castigados devido à lastimável e altamente lesiva arbitragem de Carlos Xistra na jornada anterior em Braga relativamente ao espectáculo e à verdade desportiva, e a meu ver bem pois como já referimos aqui várias vezes que o objectivo do título estava condenado logo a partir das primeiras jornadas.

Refira-se que, contando apenas com os jogos em que o Benfica foi nitidamente impedido de alcançar os resultados que merecia em consonância com a verdade desportiva, são 9 pontos a menos do que deviam, e se o Benfica antes de entrar em campo ontem estivesse apenas a 2 pontos do 1º lugar, certamente que o título se resolveria na Luz.

Mas o sistema imposto no futebol português pelos corruptos assumidos condenados, as suas equipas satélite e a preciosa contribuição de Vitor Pereira, assim não o quiseram e tudo fizeram para que isso não acontecesse.

Reparem que no clube corrupto assumidos condenado, os jogadores das modalidades ainda não receberam um tostão este ano conforme noticias recentes vindas a público, pelo que 2 anos seguidos sem LC, e este clube corrupto assumido condenado estaria na mesma situação (ou pior) do que a agremiação do Lumiar.

Quanto ao jogo em si, serviu  para os adeptos verem vários jogadores pouco utilizados pelo Benfica, e apenas um erro de Roderick ao cometer uma grande penalidade por nitida falta de experiência fez com que o Portimonense se adiantasse no marcador. Nesta fase e sobretudo num jogo destes sem pressão em termos de classificação, parece-me bem dar "rodagem" a estes jogadores. Roderick errou no lance referido mas o pior não foi isso, foi ter ficado afectado pelo erro durante o resto do encontro o que será uma situação a rever e nos fez lembrar o que tinha acontecido a Sidnei no jogo anterior. Erros todos nós cometemos, mas temos de ter coragem, aprender com os mesmos e sobretudo não nos deixarmos afectar pelos mesmos.

O empate a uma bola pareceu-me um resultado justo, apesar de estatisticamente o Benfica ter dominado claramente o jogo, mas o Portimonense conseguiu criar mais oportunidades de golo além da grande penalidade.

Não gostei deste Sálvio, tal como já não tinha gostado no jogo frente ao PSG. Não ganhou um único lance no um para um, o seu ponto forte. Espera-se uma boa recuperação por parte deste jogador para 5ª feira, pois são de cada vez mais as saudades de Rubem Amorim.

 

Pela verdade desportiva !

 

Viva o Benfica !

 

E Pluribus Unum !

 

Saudações Benfiquistas.

 

publicado por Potenza às 10:06
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. O jogo nas Antas

. Lapso do Tribunal adia o ...

. Julio Cesar "O Imperador"

. Tribunal de Guimarães jul...

. Liga dos Campeões 2017/18...

. O novo apito dourado

. Depois do título, mais 2 ...

. O desespero dos rastejant...

. O grande senhor.

. Vasco Santos seguido de J...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.links

.Contandor visitas

contador de visitas tumblr
blogs SAPO

.subscrever feeds